sábado, 26 de novembro de 2011

O ruim é ser coveiro de ideias.

                                                     Tenho uma ideia, o que você acha?"



Essas são as últimas palavras que muitas ideias boas ouvem antes de morrer.

É claro que é bom e confortante receber o apoio de alguém. Um feedback positivo, uma confirmação, um incentivo a ir em frente. Quem não gosta?

Porém, às vezes você recebe o contrário. Palavras de dúvida, comentários irônicos, olhares que dizem “Fala sério!” Então você hesita. Até concorda. Acaba se achando ridículo.

E a ideia vai para o caixão.

Eu já estive dos dois lados. Ao buscar confirmação para minhas ideias, já recebi apoio e também risos. Só Deus sabe quantas delas, que hoje jazem a sete palmos abaixo da terra, teriam sido grandes sucessos.

Há uma alternativa. Algumas de minhas melhores ideias, que resultaram em grande sucesso, foram aquelas que implementei independente da opinião de outros. Há certas ocasiões que você tem uma convicção tão grande, uma fé tão forte, que ainda que alguém diga: “Nah, não vai dar certo” — você não se importa.

Especialmente quando:

  • Você sabe o que está falando. Não é uma ideia que veio do nada, sem nenhuma base. Você tem conhecimentos, informações, que lhe dão razão para crer. 
  • Você está comprometido a lutar e fazer a ideia funcionar. Nunca subestime o poder de uma pessoa determinada a vencer. 
  • Você está disposto a dedicar o tempo necessário para a ideia decolar; está consciente que pode demorar. 
  • Você não está preocupado com a possibilidade do fracasso e de parecer ridículo diante dos outros. Você valoriza muito mais a coragem de ter tentado e as lições aprendidas do que a segurança de nunca falhar por nunca tentar. 
Não estou advogando o nunca trocar ideias ou testar suas intuições. Achar que sabe tudo também pode resultar na morte da ideia — por suicídio.

Porém, desenvolva a sensibilidade de perceber quando a ideia tem vida própria. Deixe-a voar. Experimente. Se fracassar, lições aprendidas — o que é bom também.

O ruim é ser coveiro de ideias.

mais acredite se voce usar sempre a fé real e verdadeira, tudo vai mudar para melhor, para onde vai a sua ideia se voce não a colocar em pratica?

3 comentários:

Antonio Batalha disse...

É para mim uma grande alegria, acessar ao seu blog e ver o que escreve, continue a ser uma benção, e a escrever sempre mensagens de amor e esperança e de edificação, Deixo um faterno abraço e um desejo de um Ano Novo cheio de graça amor e paz, e que se possa lembrar sempre que o próximo precisa de si.

Renato Araujo disse...

Feliz ano novo* Para 2012 ser um ano diferente, tem que ser gerado primeiro dentro do nosso coração
um sentimento de mudança, Temos que estar disposto a aprender a ceder e dialogar, sendo assim te desejo um excelente 2012. Grande abraço.

Ângelo dos Santos Monteiro, disse...

Graça e Paz, passei por aqui para fazer uma visita em seu "espaço virtual", e aproveitando a oportunidade, lhe convido a visitar o [Blog do Ângelo], um blog que gira em torno da seguinte temática: "Um olhar bíblico teológico sobre temas atuais e polêmicos". Visite e confira algumas das mais acessadas postagens: DÍZIMO: POR QUAIS RAZÕES MALAQUIAS 3.10 NÃO DEVE SER APLICADO À IGREJA?, UMA QUESTÃO DE PRINCÍPIOS, ROMPIMENTO COM O MOVIMENTO EVANGÉLICO, MASTURBAÇÃO É PECADO?, O QUE A BÍBLIA FALA SOBRE O SEXO?, ESCOLAS DE INTERPRETAÇÃO NOS TEMPOS DE JESUS, O QUE ESTÃO FAZENDO COM ALGUMAS IGREJAS?, FILME PORNÔ GOSPEL: ACREDITE SE QUISER!, Anjo de luz que me conduz?, A segunda vinda de Cristo - Arrebatamento, Os dinossauros existiram?, Sexo antes do casamento?, Incoerências na cação "Sabor de Mel", Escatologia 15: A cidade que desce do céu, Halloween, uma festa feliz?, Escatologia 4: A grande tribulação (1ª Parte), Benny Hinn e Kenneth Haggin, Incoerências religiosas, e aínda você encontrará disponível outras inúmeras postagens organizadas em seções especiais, tais como: APOLOGIA, ATUALIDADES, CANÇÕES INCOERENTES, ESCATOLOGIA, HERMENÊUTICA, entre outras. Faça uma visita e confira: http://pbangelo.blogspot.com.